quarta-feira, 10 de agosto de 2011

A LINGUAGEM NO TEXTO DISSERTATIVO


Um texto dissertativo tem características próprias, que devem ser respeitadas para que ele possa cumprir sua função primordial de transmitir ao leitor o ponto de vista do autor sobre determinado assunto. Entre essas marcas está a utilização do nível padrão da linguagem, próprio dos textos científicos, capaz de permitir que as informações do texto sejam rápida e facilmente assimiladas. Isso significa que o autor deve evitar o uso de figuras de linguagem e de palavras ou expressões de outros níveis de linguagem (coloquialismos, gírias, marcas de diálogo), ou que possibilitem sentidos duvidosos ou ambíguos. Então vejamos:

     Entre as várias questões importantes a serem resolvidas no Brasil, pode-se citar a que se refere à qualidade da educação – principalmente nas escolas públicas. Ora, esse problema, aliás, já se arrasta tem muito tempo para continuar apenas alvo de muitas discussões e quase nenhuma ação eficaz. Já está mais do que na hora de a sociedade e as autoridades arregaçarem as mangas e começarem a agir seriamente para que possamos ter uma educação de alto nível, em vez de uma máquina educacional que aprova e forma analfabetos diplomados, no fim do Ensino Médio, como vem acontecendo nas últimas décadas.

Vejam que os termos em destaque não condizem com o padrão linguístico predominante no texto.

a) Ora = marca de oralidade (conversa), que deve ser retirada do texto;
b) se arrasta = expressão coloquial que significa vem ocorrendo;
c) tem = forma coloquial que significa ou faz, exprimindo tempo decorrido;
c) arregaçarem as mangas = expressão coloquial que significa mostrarem-se realmente dispostas.

Assim, a forma apropriada seria a seguinte:

     Entre as várias questões importantes a serem resolvidas no Brasil, pode-se citar a que se refere à qualidade da educação – principalmente nas escolas públicas. Esse problema, aliás, já vem ocorrendo há muito tempo para continuar apenas alvo de muitas discussões e quase nenhuma ação eficaz. Já está mais do que na hora de a sociedade e as autoridades se mostrarem realmente dispostas e começarem a agir seriamente para que possamos ter uma educação de alto nível, em vez de uma máquina educacional que aprova e forma analfabetos diplomados, no fim do Ensino Médio, como vem acontecendo nas últimas décadas.

Um comentário:

  1. Oii sor...
    quando vem um tema de redação pré-disposto, é esse mesmo que devemos colocar como título ou, devemos criar algo que se assemelhe com o assunto?

    ResponderExcluir